Há 5 dias . 1.865 notas . compartilhe
Há 5 dias . 3.428 notas . compartilhe
Não importa se você é gordo ou magro, feio ou bonito. O importante é que sempre me mande asks, bjs
Há 5 dias . 1.528 notas . compartilhe
O problema é que nem eu nem você temos coragem de admitir nem 5% do que a gente sente.
Robin and Stubb.  (via atitudes-certas)
Há 5 dias . 1.021 notas . compartilhe
Há 5 dias . 5.312 notas . compartilhe
Quanto a mim continuarei calada e fria e nunca terei medo da verdade. É sempre melhor não adiar o que tem de se dizer.
O Diário de Anne Frank.   (via maluca-vida)
Há 5 dias . 21.611 notas . compartilhe

bem, eles diziam que tudo terminaria
assim: velho. o talento perdido. tateando às cegas em busca
da palavra

ouvindo os passos
na escuridão, volto-me
para olhar atrás de mim…

ainda não, velho cão…
logo em breve.

agora
eles se sentam falando sobre
mim: “sim, acontece, ele já
era… é
triste…”

“ele nunca teve muito, não é
mesmo?”

“bem, não, mas agora…”

agora
eles celebram minha derrocada
em tavernas que há muito já não
frequento.

agora
bebo sozinho
junto a essa máquina que mal
funciona

enquanto as sombras assumem
formas

combato retirando-me
lentamente

agora
minha antiga promessa
definha
definha

agora
acendendo novos cigarros
servido mais
bebidas

tem sido um belo
combate

ainda
é

Encurralado, Charles Bukowski. (via ruass)
Há 5 dias . 632 notas . compartilhe
Eu sei que não sei fazer cafuné direito, eu sei que tô sempre com o cabelo desarrumado, só atraio confusão e não costumo escolher as melhores roupas. Eu sei que às vezes eu erro, tenho minhas crises existenciais e aquele medo exagerado de perder. Eu sei que de vez em quando eu colo em você, que quando brigo sou criança. Eu sei que minhas piadas não são lá tão engraçadas, que meu humor não é sempre dos melhores e que meu jeito é todo desajeitado. Eu sei que sou torto, do avesso e as vezes idiota pra caralho. Mas por favor, não desiste de mim não. A gente combina, pode acreditar. Vai dar certo. Tem de ter, pelo menos, um motivo pros meus dedos encaixarem tanto nos teus. Agora, pelo menos dessa vez, eu vou fazer com que dê tudo certo. Confia em mim. Mas por favor, não desiste desse meu jeito desajeitado de ser.
Pedro Rocha. (via restituido)
Há 5 dias . 55.945 notas . compartilhe
Há 1 semana . 0 notas . compartilhe
Há 1 semana . 0 notas . compartilhe
Soltei o mundo
para segurar sua mão
e olha só,
você me soltou.
Há 1 semana . 1.081 notas . compartilhe
Há 1 semana . 2.623 notas . compartilhe
Ela morreu em 1997. Ataque do coração. Ela era tudo de bom e eu era tudo de ruim, mas aí ela morreu, e eu, não.
O Teorema Katherine.  (via negalizado)
Há 1 semana . 5.323 notas . compartilhe
Teu tom
combinou com a
minha melodia.
Ca.  (via distinguindo-se)
Há 1 semana . 3.511 notas . compartilhe
CREDTheme: Desalentou